Seu navegador tentou rodar um script com erro ou não há suporte para script cliente
Início do conteúdo
Página inicial > Comunicação > Notícias > Polícia Civil concede medalhas mérito e boas práticas policiais em alusão aos 177 anos da instituição
Publicação:

Polícia Civil concede medalhas mérito e boas práticas policiais em alusão aos 177 anos da instituição

Entrega de medalhas mérito e boas práticas policiais
Entrega de medalhas mérito e boas práticas policiais - Foto: Polícia Civil

Na tarde desta terça-feira (04/12), a Polícia Civil do Rio Grande do Sul continuou as comemorações alusivas aos 177º aniversário da Instituição com evento relativo às medalhas mérito e boas práticas policiais.

A medalha mérito foi criada através do Decreto estadual n.º 53.969, de 19 de março de 2018, que instituiu as medalhas Mérito de Inteligência Policial, Mérito de Investigação Criminal, Mérito de Gestão Administrativa, Mérito de Gestão de Polícia Judiciária, Mérito Funcional e Selos de Eficiência no âmbito da Polícia Civil.

As medalhas, nas categorias ouro, prata e bronze, e os selos foram aferidos no período de 1º de janeiro a 31 de dezembro de 2017, concedidos pelo governador do estado com publicação no diário oficial do estado número 228, no dia 30 de novembro de 2018.

A medalha mérito de inteligência policial poderá ser concedida a qualquer cidadão, servidor da polícia civil ou não, que no exercício de suas funções tenha obtido notório destaque na área de inteligência, mediante indicação do diretor do gabinete de inteligência e assuntos estratégicos e aprovação do conselho de administração superior da polícia civil, e tiveram como premiados:

OURO: Del. Emerson Wendt e Valdir Miguel Langbeck Soares, Oficial de Inteligência da ABIN.

PRATA: Del. Gustavo Bermudes Menegazzo da Rocha pelo Departamento Estadual de Investigações Criminais.

BRONZE: Del. Cristiano Ribeiro Ritta pela Delegacia Especializada em Furtos, Roubos, Entorpecentes e Capturas de Bagé.

A medalha mérito de gestão administrativa e o selo de eficiência são concedidos aos servidores da polícia civil e ao respectivo órgão que tenham obtido notório destaque nos órgãos administrativos da polícia civil, mediante indicação e aprovação do conselho de administração superior da polícia civil. Nesta categoria, restaram os seguintes premiados:

OURO: a equipe da Divisão de Planejamento e Coordenação da Chefia de Polícia, comandada pela Del. Andrea Melo Rocha Mattos com o planejamento estratégico da Polícia Civil.

PRATA: a Del. De Polícia Greta Moura Anzanello, Diretora da Divisão de Comunicação Social, e a Inspetora de Polícia Taís Fernanda Haussen Ribeiro pela criação da nova identidade visual da Polícia Civil.

BRONZE: a Del. Pol. Carla Kuhn pelo Departamento de Administração Policial e o Escrivão de Polícia Renato Vital de Souza pelo projeto “Cidade da Polícia”.

A medalha do mérito funcional e o selo de eficiência são concedidos aos servidores da polícia civil e ao respectivo órgão que tenham obtido notório destaque no desempenho de atividades vinculadas a programas implementados nos órgãos da polícia civil, mediante indicação e aprovação do conselho de administração superior da polícia civil. Nesta categoria, os ganhadores foram:

OURO: a equipe da Del. Sônia Maria Dall´Ígna, do DECA e Del. Viviane Nery Viegas, do DENARC pelo Projeto Papo de Responsa, atividade educativa feita nas escolas do estado com objetivo de educar e conscientizar os alunos em diversos temas, como bullying e drogas.

PRATA: Del. Viviane Francisco Pinto, com o novo OCR, sistema informatizado para registro de ocorrências.

BRONZE: desenvolvimento do projeto de ferramentas de tecnologia a serviço da inteligência e investigação da Polícia Civil, representado pelo Com. Pol. Jarbas Bailas e Escrivão Adriano Lopes Remião.

A medalha do mérito de investigação criminal e o selo de eficiência são concedidos aos servidores da polícia civil e ao respectivo órgão policial que tenham obtido notório destaque na área de investigação criminal, mediante indicação dos diretores dos departamentos operacionais da polícia civil e aprovação do conselho de administração superior da polícia civil. Foram vencedores, os seguintes servidores:

OURO: a equipe da 3ª Delegacia de Investigação do Narcotráfico do DENARC, comandada pelo Delegado titular Rafael Soares Pereira com a Operação “Túnel Santo”, que frustrou a tentativa de fuga de presos da Cadeia Pública de Porto Alegre.

PRATA: a equipe da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos do DEIC, comandada pelos Delegados Adriano Nonenmacher de Souza e Del. Marco Antônio Arruda Guns, com a Operação “Macchina Nostra”, que visou desarticular quadrilha de atuação interestadual, responsável por Roubos e Clonagem de Veículos.

BRONZE: a equipe da Del. Ana Luiza Moura Tarouco, da 12ª DPRI – Santana do Livramento com a operação “Deu Zebra”, que combate à lavagem de dinheiro, organização criminosa que atuava no ramo de jogos de azar.

Medalha do mérito de gestão de polícia judiciária e o selo de eficiência são concedidos aos servidores da polícia civil e ao respectivo órgão policial que tenham obtido notório destaque na atividade-fim, segundo os critérios da gestão por resultados fixados pela Polícia Civil.

Categoria DEAM - delegacias de polícia especializadas no atendimento à mulher, delegacias de polícia de proteção à criança e ao adolescente e  delegacias de polícia de proteção do idoso e outras delegacias de polícia especializadas em grupos vulneráveis que, avaliadas em conjunto, tenham atingido a maior produtividade. A equipe da DEAM de Porto Alegre ganhou a medalha ouro, a medalha prata ficou com a DEAM de Canoas e a bronze com a DEAM de Viamão.

Categoria DPHPP - as delegacias de polícia de homicídios e proteção à pessoa que tenham atingido o maior percentual de elucidação e que tenham alcançado a média de taxa de conclusão do citado grupo de delegacias. A equipe da DPHPP de Passo Fundo foi premiado com a medalha ouro, assim como a medalha prata e bronze ficaram com a 6ª DPHPP e 3ª DPHPP ambas de Porto Alegre, respectivamente.

Categoria Delegacias de Polícia: as delegacias de polícia com atribuição comum do estado e as delegacias de trânsito que tenham atingido a maior taxa de conclusão e que tenham alcançado a média de elucidação do citado grupo de delegacias. Medalhas ouro, prata e bronze ficaram com as Delegacia de Polícia de Barra do Ribeiro, Ivorá e Caiçara, respectivamente.

 

Importante salientar que todos os agraciados com as medalhas ouro, exceto mérito de inteligência policial, também ganharam o Selo de Eficiência.

Além disso, houve a apresentação e premiação do Banco de Boas Práticas da Polícia Civil, o qual é um programa da Divisão de Planejamento e Coordenação da Chefia de Polícia. O Programa Boas Práticas foi instituído pela Portaria n.276/2015 e 255/2018, visando a estimular a criatividades dos servidores da Polícia Civil com práticas inovadoras nos seus respectivos órgãos de lotação e que tem por objetivo o registro, a divulgação e a adoção de iniciativas de sucessos implantadas no âmbito da Instituição sejam elas relativas às atividades-meio ou atividades-fim.

Em primeiro lugar a Divisão de Saúde do Departamento de Administração Policial pelo acompanhamento dos policiais em estágio probatório. Em segundo lugar pelo Projeto Cores da Cidade, a DP de Dois Irmãos.  Por fim, o 3º lugar foi concedida ao Gabinete de Inteligência e Assuntos Estratégicos com a Boa Prática Mosaico – dashboards criminais.

Estiveram presentes o Chefe de Polícia, Del. Emerson Wendt, o SubChefe de Polícia, Del. Leonel Fagundes Carivali, diretores dos departamentos policiais e demais autoridades da instituição.

 Bruna Castro 

 

RSS
Polícia Civil do Estado do Rio Grande do Sul